Seg a Sex das 10:00 às 20:00

211 633 439

Excesso de Peso

Em Portugal, mais 50% da população tem excesso de peso (pré-obesidade + obesidade). Considerada pela Organização Mundial da Saúde uma epidemia, a obesidade, afeta de forma negativa a nossa longevidade e qualidade de vida.

O excesso de peso constitui um importante fator de risco para o desenvolvimento e/ou agravamento de outras patologias, tais como diabetes tipo 2, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, alguns tipos de cancro, entre outras.

O excesso de peso define-se por um excesso de tecido adiposo (gordura) em relação à massa magra (músculo, ossos e órgãos), numa proporção que pode afetar a saúde.

Do ponto de vista de distribuição da gordura, o excesso de peso divide-se em dois tipos:

Ginoide: caracteriza-se por um corpo em forma de pêra, com uma maior acumulação de gordura abaixo da cintura. É mais comum nas mulheres, apresenta menor impacto no risco cardiovascular que a obesidade masculina, estando mais associada ao aparecimento de varizes e de doenças articulares.

Androide: com a gordura localizada na cintura e zona superior do corpo, está associado a um corpo em forma de maçã. Mais frequente nos homens, pode favorecer o aparecimento de diabetes, hipertensão, aterosclerose e doenças cardiovasculares.

Na consulta de emagrecimento a abordagem ao tratamento do excess de peso é feita em função das especificidades de cada caso, com os seguintes objetivos:

  • Intervir de uma forma atempada e eficaz
  • Elaborar um plano de tratamento da doença
  • Pôr em prática medidas de prevenção.

Precisa de ajuda com a sua pele?